Buscar
  • Helena Knob

Dengue: 22 casos confirmados em Coronel Bicaco


Foto: Reprodução

O aumento nos casos de dengue vem preocupando cidades da região. Em Coronel Bicaco, já são 22 casos confirmados, de acordo com o último boletim divulgado na sexta-feira, 17. Os exames foram realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen-RS).


O município ainda possui seis casos negativos e um caso aguardando resultado pelo mesmo laboratório. Os casos notificados e confirmados por critérios clínico-epidemiológicos somam 163.

O Rio Grande do Sul tem o maior número de casos de dengue desde 2016. No início do mês de abril, eram 410 registros, agora, esse número triplicou, contabilizando 1.232. Três Passos é a cidade com mais casos confirmados, com 217.


As cidades de Cerro Largo (139 casos), Santo Ângelo (104 casos), Santo Cristo (187 casos), Santa Rosa (69 casos), Três Passos (217 casos) e Constantina (193 casos) somam juntas 73,7% do total de casos de dengue no estado em 2020.

Sobre a Dengue


A Dengue é uma doença febril grave causada por um arbovírus, isto é, um vírus transmitido por picadas de insetos, neste caso, o mosquito Aedes aegypti. Existem quatro tipos de vírus de dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Cada pessoa pode ter os 4 sorotipos da doença, mas a infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.


Entre os sintomas mais comuns da dengue estão: Febre alta > 38.5ºC; Dores musculares intensas; Dor ao movimentar os olhos; Mal estar; Falta de apetite; Dor de cabeça; Manchas vermelhas no corpo. Em casos de suspeita de Dengue orientamos a comunidade a procurar a Unidade Básica de Saúde, para avaliação.


O transmissor da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver.


Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis, porém as pessoas mais velhas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo tratada.


A melhor forma de prevenção e combate da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.


*Com informações da Prefeitura de Coronel Bicaco e G1 RS

copyright © 2019 RÁDIO AVENIDA FM - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Erval Seco-RS.

Contato 55 3748 1048

Whats 55 9 9180 6332